Página 1 de 2

A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 09:12
por Paulo
Pessoal,

É o seguinte, eu participei de um debate sobre a idade dos clones no assbook e eu baseado no fato de que a ovelha Dolly morreu cedo de velhice e também de alguma outra discussão aqui em que foi falado do setor canavieiro no qual depois de uns 5 anos os clones geravam canas duras e com baixo teor de açúcar, cheguei a conclusão de que o mesmo acontecia com todos os seres vivos.

Baseado nesses fatos cheguei erroneamente a conclusão de que os cultivares de dionaeas tinham um vida estimada de 20 anos, então alguns cultivares já estariam perto do final. Tudo isso baseado nos telômeros que define a idade de um ser vivo. Explicando melhor os telômeros são anéis, cada ser vivo nasce com um número X desses anéis e a cada replicação das células um anel é perdido, isso define a velhice e morte.

Mas com plantas são diferentes os clones realmente nascem com a idade da planta doadora mas na primeira floração que ela der é produzida uma enzima telomerase que faz a recomposição inicial da quantidade de telômeros da planta doadora.
Então os cultivares e clones híbridos nunca deixarão de existir.

Abaixo meu comentário final nesse perrengue desse debate, fui duro porque teve gente que não achava isso importante.

Como não sou botânico, nem biólogo e muito menos agrônomo tudo que eu sabia era que a ovelha Dolly tinha morrido de velhice bem antes do tempo por causa dos telômeros que indica a idade de um ser vivo.

Outro fator é que numa discussão alguém disse que havia o mesmo problema com a cana e que depois de 5 anos elas se tornavam duras e sem açúcar, um tremendo problema para o setor canavieiro.

Sem pesquisar mais baseado nessas informações e que a vida média das dionaeas são de 20 anos eu calculei que qualquer cultivar teria essa média de vida.

Foi quando o Hélio Gelsleichter e Matheus Delagostini me contestaram de que as plantas tem um sistema diferente, como sou curioso, fui buscar informações e pesquisei mais a fundo.

Foi quando achei a informação de que um clone de uma planta realmente nasce com a idade da planta doadora, mas na primeira floração é zerada.

Quanto a cana parece que a floração dela é demorada e existem empresas que hoje fornecem clones zerados.

Claro que isso importa, agora fico sabendo que os cultivares não vão desaparecer, que os clones das nepenthes também não e assim vai.

Mas isso aqui é o assbook, lugar de fotos e não de informações e logo mais essa informação será perdida, ninguém vai achar mais nada.


Abraços,

Paulo

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 09:58
por Felipe Siebert
Muito bom texto Paulo, agora fica uma dúvida, a planta realmente precisa florir para zerar o telômero? Ou o simples fato de ela já lançar a haste florar seria o suficiente? Pois como sabemos, nem todo mundo tem “coragem” de deixar seus cultivares florescerem, eu mesmos não irei arriscar, pois só tenho um exemplar de cada, quando a haste der sinal de vida, ela já vai conhecer a tesoura...
Outra coisa, eu já havia lido algo relacionado sobre esse assunto, porém, acreditava que os clones originados por leafs não teriam esse problema, mas que bom que a solução é fácil..

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 11:14
por Paulo
Felipe Siebert escreveu:Muito bom texto Paulo, agora fica uma dúvida, a planta realmente precisa florir para zerar o telômero? Ou o simples fato de ela já lançar a haste florar seria o suficiente?


Felipe,

Eu não sei, vou pesquisar mais já que tocou no assunto.
Mas pela lógica só em lançar haste floral já seria o suficiente, mas por enquanto não posso afirmar nada.

Paulo

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 11:48
por smart2
bem, resumindo
na vdd nem importa tanto... se a vida media de uma PC e 20 anos... e ela zera essa contagem assim florecer... e so deixar ela florecer uma vez a kda 15 anos por segurança... se ela sobreviver os 15 anos sem florecer em nossa mão né... pq basicamente uma planta flroece pq esta com exesso de Fósforo (P), e como se ela explodisse... tipo ela acumula 1 ano e quando chega a epoca ela tem que gastar isso, podem reparar em plantas normais como manga goiaba laranja etc, se um ano ela não rende quase nada... pode esperar que no ano seguinte a coisa vai quebrar os galhos... PC seguem esse sistema tb, ou seja ao ficar removendo hastes ela ficará teimando e lançando outra, olha as burmanni e intermedia pra você ver, elas lançam 2 ou 3 haste em media, mais se você remover ela vai engordando e lançando uma atraz da outra diretoa kda 3 ou 4 dias saiu uma nova haste pra você remover.

resumindo nem esquenta com isso, se ela tiver viva daki uns 15 anos e você ainda não tiver esquecido de remver nenhuma haste ae você deixa 1... a final ja vai ter uns 200 clones dela nesses 15 anos

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 15:04
por delagostini
smart2 escreveu:bem, resumindo
na vdd nem importa tanto... se a vida media de uma PC e 20 anos... e ela zera essa contagem assim florecer... e so deixar ela florecer uma vez a kda 15 anos por segurança...

Nãããããão! Isso se refere a planta que foi reproduzida... A lógica não se aplica a plantas adultas.
O contador de idade seria zerado apenas na primeira floração da planta que foi clonada.

Paulo, trazendo a discussão para cá (um ambiente muito mais saudável e que não temos "mestres" com reis na barriga) e seguindo a lógica do raciocínio, ao clonar uma planta bem velha corremos o risco do clone morrer antes dessa floração e com isso, perder o cultivar, certo? Bem louco isso...

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 16:29
por Paulo
Matheus,

Para responder eu teria que pesquisar muito, nos artigos tem tantos termos técnicos que preciso primeiro absorve-los.

Nesse momento eu não sei dizer que se um clone tem 15 anos e nunca foi deixado florir se depois depois desse tempo ele zeraria após a primeira floração.

Mas uma coisa que li é certa, se fizer um clone desse mesmo clone velho e deixasse o mais novo florir esse com certeza seria zerado.

Sobre o assbook eu nem prefiro comentar, como eu disse lá é para fotos e não para conhecimento.

Abraço,

Paulo

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 17:02
por Felipe Siebert
Bom, eu não chego nem perto do conhecimento que os Srs. tem sobre PCs, então nessa questão não posso meter muito o bedelho, mas, ao meu ver, na pior das hipóteses, é só deixar a planta em questão florir em algum momento e pronto, caso não tenha zerado, ela irá zerar...

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 17:36
por MarcielS
Paulo escreveu:...meu comentário final nesse perrengue desse debate, fui duro porque teve gente que não achava isso importante.

:shock:

Lembra do rôlo quando, há alguns anos, resolvi abordar o assunto substrato das Dionaeas "serrapilheira" comercializadas no país? E os produtores de pcs ficaram bastante incomodados. :mrgreen:

Bom, não tenho a paciência que você tem, Paulo. :roll:


... : joia :

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 19:28
por rdrgobra
Olha, poucas vezes vi um debate tão acirrado como aquele do Facebook e, o melhor que o mesmo era sobre um assunto deveras interessante com alguns desdobramentos secundários como este dos telômeros. Quem dera o mesmo tivesse sido tratado aqui, pois aí seria eternizado e poderia se converter em conhecimento, pois lá na rede social o mesmo não irá durar uma semana.

Valeu por compartilhar parte do que foi debatido lá Paulo, pois pelo menos parte desta história não se perderá no tempo.

Obs.: De todos os comentários negativos daquela discussão um hobbysta/vendedor de renome falar que aquilo que era debatido ali não passava de informação inútil foi decepcionante :( ...

Abs,

Rodrigo F. Costa

Re: A idade das plantas nos clones

Mensagem não lidaEnviado: Qui 18-Jan-2018 20:02
por MarcielS
rdrgobra escreveu:.... poucas vezes vi um debate tão acirrado como aquele do Facebook e, o melhor que o mesmo era sobre um assunto deveras interessante com alguns desdobramentos secundários como este dos telômeros.

Putz! Pena que eu não 'acompanhei' o debate. 8-)



... : joia :